26.9.08

Companheiro Incômodo

Mais uma semana chega ao fim, mas os afazeres não.
Uma bela sexta feira cinzenta [eu gosto de tempos nublados] e um dia relativamente leve, perfeito para acabar uma agitada semana... engano meu.
Uma coisa extremamente irritante me aconteceu depois do almoço: soluços muito insistentes. ¬¬
É, pode parecer engraçado, mas quem já ficou por horas soluçando sabe que não é.
E claro, tive que recorrer às mais bizarras formas populares de se acabar com esses espasmos involuntários.
Bom, claro que bebi muita água, mas muita mesmo.
Vários goles seguidos, vários goles espaçados, de cabeça pra baixo, sem respirar, com a cabeça inclinada pra direita, pra esquerda, tampando os ouvidos e nada.
Tá, não vou me preocupar muito, logo passa. Mas irrita.
Também achei dicas do tipo colocar uma colher no céu da boca [?] e colocar gravetos atrás da orelha [??], pois é, acha-se de tudo no Deus-Google atualmente...
É, minha última tentativa foi me deitar de bruços porque desse modo nosso diafragma [nem lembro mais o que é isso...] fica pressionado e assim, faz a respiração voltar ao normal.
Bom, fica aí a dica se mais alguém passar por esse incômodo dos infernos... =P