26.9.08

Companheiro Incômodo

Mais uma semana chega ao fim, mas os afazeres não.
Uma bela sexta feira cinzenta [eu gosto de tempos nublados] e um dia relativamente leve, perfeito para acabar uma agitada semana... engano meu.
Uma coisa extremamente irritante me aconteceu depois do almoço: soluços muito insistentes. ¬¬
É, pode parecer engraçado, mas quem já ficou por horas soluçando sabe que não é.
E claro, tive que recorrer às mais bizarras formas populares de se acabar com esses espasmos involuntários.
Bom, claro que bebi muita água, mas muita mesmo.
Vários goles seguidos, vários goles espaçados, de cabeça pra baixo, sem respirar, com a cabeça inclinada pra direita, pra esquerda, tampando os ouvidos e nada.
Tá, não vou me preocupar muito, logo passa. Mas irrita.
Também achei dicas do tipo colocar uma colher no céu da boca [?] e colocar gravetos atrás da orelha [??], pois é, acha-se de tudo no Deus-Google atualmente...
É, minha última tentativa foi me deitar de bruços porque desse modo nosso diafragma [nem lembro mais o que é isso...] fica pressionado e assim, faz a respiração voltar ao normal.
Bom, fica aí a dica se mais alguém passar por esse incômodo dos infernos... =P

21.9.08

The Things We´ve Left Behind

Awake and thoughtless
Keep walking in the crowd
Reserved and so quiet
And always keep looking out

Don´t think I´m lost without you
Don´t think I can´t go alone
Someday you´ll gonna find out
That nothing lasts forever and that
You can´t always carry on

So get up and think about it
There´s always something to give in
And come on soon and fight off
The things we´ve left behind
Hold on and don´t beg for anything
Just keep standing all around
Seek after the secrets to destroy
The things we´ve left behind
The things we´ve left behind

tupid and careless
I hope it ends at once
Being so bright and tired of grasping
Always with a place in the sun

You´d never think to flee away
You´d never wanted to be anyone else
Someday you´ll gonna find out
How you´re not like the other things
That fit into my plans

So get up and think about it
There´s always something to give in
And come on soon and fight off
The things we´ve left behind
Hold on and don´t beg for anything
Just keep standing all around
Seek after the secrets to destroy
The things we´ve left behind
The things we´ve left behind

Just let it go, before it gets hopeless
I wanna live my today without no limit time
But once again I get puzzled
And resumes to rule my own mind
So I keep looking forward
Seek after the secrets to destroy
The things we´ve left behind
The things we´ve left behind
The things we´ve left behind

14.9.08

Repouso Pós-Agitação

Ho, duas semanas intensas se passaram.
Milhares de afazeres, acadêmicos ou não, ocuparam meu precioso tempo essas duas semanas e apesar de ter sido muito cansativo, foi muito bom.
Claro que me lembro que no começo de tudo isso, ingressar em vários projetos tinha um só objetivo: manter minha mente e meu tempo ocupado.
Mas agora deparo-me com um outro problema consequente: meu tempo se extinguiu.
E não estou fazendo drama, não!
Nessas duas semanas muita coisa aconteceu. Tive que trabalhar duro, em equipe, com gente que eu mal conhecia [mas agora conheço xP] e conheci muita gente legal também.
Não sei bem porque mas o tempo ocupado impede a mente de voar. Impede que os pensamentos pensem por si só. E isso de certo modo é muito reconfortante.
Depois de tudo isso, o domingo me traz uma má notícia, que há tempos não ouço: fico doente. xD
Tá, e lá vem repouso. O dia todo deitado pra ver se melhoro logo. Não to reclamando, claro, mas parece que só assim pra eu ficar parado agora... hehehe
Ok, que venha as próximas semanas... mas dessa vez com um pouco mais de cuidado pra não acabar doente de novo. xP

8.9.08

Say

Uma música que simplesmente adentrou minha vida.
Ah, assistam aí... xP





"Você sabe onde o seu coração está? Você acha que pode encontrá-lo?
Ou você trocou-o em algum lugar por outra coisa que valia mais a pena ter?
Você sabe onde seu amor está? Você acha que o perdeu?
Você sentia isso de um jeito tão forte, mas nada acabou do jeito que você queria

Abençoe a minha alma, você é uma alma solitária
Porque você não esquece de nada que você ama

Tudo que eu preciso é do ar que respiro
E de um lugar pra descançar a minha cabeça

Você sabe qual é o seu destino? E você está tentando mudá-lo?
Você está dando o seu melhor com seu melhor visual
Você está rezando para conseguir isso

Abençoe a minha alma, você é uma alma solitária
Porque você não esquece de nada que você ama

Tudo que eu preciso é do ar que respiro
E de um lugar pra descansar a minha cabeça

Você acha que pode achá-lo? Você acha que pode achá-lo?
Melhor do que quando você o tinha
Você acha que pode achá-lo? Você acha que pode achá-lo?
Melhor do que quando você o tinha

Aonde quer que o fim esteja, você acha que consegue vê-lo?
Bem, até você chegar lá continue, siga em frente e grite
Só diga"