18.7.08

A Ilha

Uma ilha pode ter diversos significados. E com certeza é encarada de diferentes maneiras por cada um.
Só a experiência de se estar numa ilha pode nos dar a verdadeira realidade do que aquilo representa para nós.
Em um dia do ano passado tive o privilégio de pisar em uma ilha. A Ilha Anchieta, no litoral paulista.
Foi um dia inesquecível. Chegamos de barco [óbvio] logo de manhã, lá estavam uns quarenta e poucos estudantes e mais uns cinco professores, todos dentro daquele barco. Agora posso dizer que aquele barco não parecia muito "confiável", mas agora não importa mais. Atravessamos o mar, partindo de Ubatuba com destino à tal "Ilha" como estávamos chamando-a, visivelmente eufóricos, diga-se de passagem.
Com seus martelos e cadernetas à mão, aquele bando de estudantes da Unicamp desembarcaram na ilha e logo foram levados por alguns guias turísticos à conhecer os prédios e a história da ilha.
História fascinante, macabra mas fascinante. Toda aquela realidade da ilha ser utilizada como prisão e como em um certo momento uma violenta rebelião libertou ou matou quase todos que viviam na ilha. Macabro mesmo.
Ouvimos também inúmeras histórias sobre os presos e os subseqüentes casos da aura sobrenatural que envolvia aquelas ruínas.
Realmente aquelas ruínas eram mesmo fantasmagóricas, mas mesmo assim: fascinantes.
Depois disso, fomos visitar as praias da ilha, claro. E só então pudemos vivenciar como É uma ilha deserta.
Encarar toda uma praia vazia e vislumbrar o mar infinito é uma sensação indescritível, que eu, tolo, tento transmitir à esse blog.
A grande certeza ao caminharmos por aquelas praias é que ao fim de uma delas, outras se estendiam e se tivéssemos tempo de percorrer uma após a outra, estávamos certos que chegaríamos ao mesmo lugar. E isso, era uma sensação maravilhosa.
Nada se compara ao fato de se estar em um lugar em que só você pode estar. É algo que remete, pelo menos pra mim, à uma perfeita metáfora simétrica à nossa própria mente.
Quem nunca desejou ser uma ilha por uns tempos? Se desprender de todo o "continente" de todas as outras pessoas do mundo para se recolher ao "seu mundo" com objetivo de reflexão ou algo parecido?
Claro, pra um cara lostmaníaco que nem eu, ir à uma ilha quase me fez ter um ataque de excitação... ¬¬
Bom, acho que já falei demais já...
Pra terminar tem algumas fotos da nossa "expedição". A primeira mostra nosso barco e a chegada à ilha; a segunda mostra um pouco das praias desertas que encontramos, e a última é das ruínas da antiga prisão insular.
É isso ae, até a próxima "viagem" que minha mente resolver postar aqui... xD







2 comentários:

Rafa disse...

Nossa Ivan. Show! Queria ter algum dia a oportunidade de ir à uma ilha assim, poder dar voltas e chega ao fim de um mesmo ponto. E eu ficaria apontando as referências à Lost tb! auihsuiahsuIHAs Ainda mais numa ilha com toda essa história macabra, show!

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,