2.8.10

Ventos Sob a Mente

Ventos de 200km/h zumbem dentro da minha cabeça misturando as "coisas-fora-do-lugar" com as "coisas-sem-lugar-definido" na confusão da minha mente. Quando o que preciso é de uma certa calmaria, dá pra sentir tudo se debatendo, buscando um turbilhão incontrolável e independente da minha vontade.

A consciência de que você tem certeza que não feriu ninguém e ninguém mais te feriu deveria ser algo reconfortante, mas não é. Algo que havia buscado à tantos custos e que no fim parece ser inútil. Seu coração e sua mente podem estar "bem", podem estar funcionando nos parâmetros básicos, podem estar dentro dos eixos, mas algo simplesmente está fora do lugar.

O lado bom de se sentir tão desligado de tudo e todos é que sua mente age como se fosse totalmente livre. Os pensamentos desprendem-se de conceitos determinados e você simplesmente existe, dentro e fora de sua mente, do modo que melhor desejar.
Tais ventos deslocam-se, de um lado para outro, fazendo os pensamentos flutuarem a esmo, em ondas desconhecidas mas libertas.
Ah, às vezes âncoras são mais do que necessárias...

3 comentários:

Ianara Fernanda disse...

Fazia um tempo que eu não aparacia por aqui para ler o que escreves, sempre me identifico, o que escreves geralmente é o que preciso ler. Acho isso incrível.
"O lado bom de se sentir tão desligado de tudo e todos é que sua mente age como se fosse totalmente livre." Concordo, mas acredito que o lado ruim seja maior que o bom.
;*
Adorei.

Sah Oliveira disse...

"Seu coração e sua mente podem estar "bem", podem estar funcionando nos parâmetros básicos, podem estar dentro dos eixos, mas algo simplesmente está fora do lugar."

Exatamente o que eu sinto! Igual á mim. beijos, adorei o post!

Bebete Indarte disse...

Muito legal como você escreve.'
Só podia ser inquietação de um geminiano.
Parabéns!