10.2.10

"Coisa Típica Minha..."

É tarde. Madrugada.
Gosto muito de madrugadas. Minha solidão acompanhante parece encontrar outras almas e sinto-me menos sozinho... sem muito sentido.
O silêncio é terrível e, ao mesmo tempo, belo.
Uma beleza triste. Coisa típica minha...

Meu corpo dói. Minhas pernas, meus ossos estão estalando.
Meus ombos doloridos.
Minha cabeça também.
Minha alma, idem.

Sinto sangrar,
esvaindo tudo de bom que existia ou que poderia ter existido.
Só uma tristeza permanece.
E a tal solidão típica.

Coisa típica minha.

2 comentários:

Ковёр-самолёт disse...

eu era muito solitário também e achava que minha vida inteira seria assim, até eu perceber que a solidão faz companhia, que com ela não se está só...

R@mon_Vitor disse...

Muito sombrio. Típico seu, eu diria, embora seja eu, ser totalmete externo. Mas te conheço pela sua escrita.
Ótimo texto, à todos os efeitos: Sincero.